O que rola num Encontro Garota Livre?

Hey gente!

Você já percebeu que a cada Encontro Garota Livre falamos de um tema.

Veja como foi nesse dia em que a querida garota livre Edwiges deu um depoimento.

E se você quer saber mais sobre o que rola nos nossos Encontros, navegue pela seção aqui do Blog “Encontros (EGL)” que tem vários exemplos.

Depois de ver o vídeo abaixo, saiba como participar de um EGL clicando aqui.

🙂

No fundo do poço? Use a mola pra pegar impulso!

Hey Pessoas… tudo jóia? Espero que sim!

Me conta uma coisa: você já ouviu falar num ditado que diz “no fundo do poço existe uma mola”?

Pois é, a gente pode até saber que tem a tal mola, mas o fato é que ninguém gosta de chegar lá no fundo do poço pra ver.


Não nos permitimos chegar até lá… preferimos não sentir inteiramente a felicidade, a tristeza, o medo, as vontades, etc.

Não é que a gente precise ceder a esses sentimentos, nem que a gente tenha que passar a vida caminhando em cima deles, mas…  não há nada errado em senti-los a fundo.

E ignorar os sentimentos não vai mudar a situação, só vai funcionar como analgésico que, na hora, ameniza, mas essa sensação depois acaba.

É a mesma coisa que tampar o sol com a peneira, é colocar band-aid na profunda ferida e, por não enxergá-la mais, fica parecendo que o machucado foi tratado. E não é verdade… ele continua lá por baixo.

 

 

Não ir até o fundo é mais fácil.
Só apagar o incêndio é mais fácil do que procurar a causa.
Dói… como dói ir a fundo, mas realmente no fundo do poço tem uma mola.

Quando você vai caindo, você não compreende o processo, mas quando você chega lá no fim e encontra a mola, ela te leva pra cima de volta.
E quando você volta, estará mais limpo, com mais vigor.

Existem muitos poços no caminho e lembre-se: não tem problema cair neles, viu?

 

 

Moda O retorno da Pochete!!

Heyyyyy gente… Tudo joinha com vocês?

Manoooooo que doideira é essa andando aí pelas ruas?
Tô falando da tal pochete!

Já faz um tempinho que tô ligada nela… nessa ressurreição com uma cara muito mais bonita!


Eu, particularmente, lááá nas antigas, só usava pochete pra praticar esportes, como algo meio que necessário, sabe?

Sei lá, de repente era um lugar pra colocar uma barrinha de cereal, um dinheirinho se fosse necessário.
Algumas pochetes até vinham com suporte pra água e tals… lembra?

Mas agora…


A questão aqui é que a pochete aparece nessa nova fase como um artigo de moda.
Repaginada… toda trabalhada.

Se fica ou sai, se vem ou vai, eu já nem sei mais.


Sempre achei pochete meio breguinha pra falar a verdade rsrsrs

Mas ela assim… nessas versões… tenho que confessar pra vocês que está me agradando e até venho achando um charmezinho!

Pois é… o mundo dá voltaaaassss!

E você… gosta ou não gosta?

Acha que a ideia colou de vez ou não?

Bjsss

Encontro Garota Livre (EGL 21/10/2017)

Hey genteeemmmm

Nossa… sábado que passou teve mais um Encontro Garota Livre e foi babado!

E olha que pra eu usar o termo babado é porque foi realmente sensacional!



Muitas meninas do grupo, e eu me incluo, se sentiram impactadas.

Saímos daquela tarde com a cabeça e o coração dispostos a passar por uma transformação do bem <3



Falamos da importância da solidariedade, lealdade, bondade… o quanto simplesmente essas características já representam o próprio Deus em nós.

Entendemos que não é ruim ter o carro do ano, uma casa top, aliás isso tudo é bom né kkkk, mas não é essencial para mostrar que estamos bem com a gente e com o mundo.

Dessa vez, a lembrancinha oferecida às garotas livres foi uma choker mega estilozinha com uma coroinha, que teve vários significados. Um deles é nos lembrar que a Glória da vida não está nessas “pequenas” coisas da Terra.


 

Acho que deu pra entender né?
Aliás, só quem vem a um Encontro Garota Livre consegue de fato entender o que se passa. Vemmm… vai!?

Manda um e-mail pra mim que eu te chamo da próxima vez! É só clicar lá na barra superior do blog onde tem o contato… tô te esperando!

 

Look “mundo da fantasia” da criança que cresceu

Heyyyy povo lindo….

Olha só…  hoje eu quis trazer um look meio Dia das Crianças (comemorado na semana passada), maasss com uma pegada “sim,eu cresci”.



Ele foi clicado em um restaurante francês foférrimo no bairro de Pinheiros, em SP, o La Quiche Bistrot.

Genteeee eu enlouqueci com a decoração do lugar que tinha, inclusive, um tapete de grama sintética que remeteu a muita brincadeira minha que rolava no playground do prédio de uma amiguinha que tinha esse tapete.

 

Guarda-chuva coloridão formando praticamente o teto inteiro…
Caixotes, flores, xícaras na decoração…
Um amor, parecia que eu estava em um filme de fantasia <3

 


Bom, mas vamos falar do look!!

Coloquei um vestidão xadrez da Zara todo fluido (desses que nos fazem parecer mais cheinha rs mas de tão gostoso a gente nem liga), e joguei por cima um coletinho jeans da Zara também.


 

No pescocitcho, uma choker gracinha de se viver!

Comprei na feirinha hippie aqui de BH (amada feirinha).

 

 

E pra dar um up coloquei um saltinho preto da Schutz… que… na verdade… é da  minha mamis rs

 

Daí… o conjunto todo deu nisso aí!

Simplesmente apaixonante, foi o que eu senti né?! rs

 

Fotos: @misterlongo

Espero que você também tenha gostado como eu! <3

Mundo Virtual X Mundo Real: desconectar para conectar

People…

Mexendo nos meus arquivos aqui, vi um vídeo em que apareço usando um daqueles óculos 3D de realidade virtual.  E isso me levou a refletir…

 

… me levou a refletir que nessa era digital mergulhamos de cabeça num mundo onde quase tudo é virtual.

O problema é que, no mundo físico, muitas vezes ficamos na superfície: os toques são mais vazios, os encontros menos frequentes e a comunhão tão valorizada por um milênio, tem sido mais difícil.

Se por um lado a tecnologia é maravilhosa porque pode, entre outras coisas, aproximar pessoas distantes, ela também pode criar um afastamento entre pessoas que estão perto.

 

 

Perdemos a facilidade de nos conectar com o próximo, de olhar nos olhos e saber o que de fato se passa com ele.

Talvez, no futuro, a gente perceba quantas oportunidades perdemos de estar presentes, de fato, com várias pessoas.



Por isso é importante que hoje a gente se lembre de desconectar um pouquinho da tecnologia para, então, nos conectar realmente com quem está ao lado!

O que você pensa sobre isso?

Cactos e suas mensagens (na decoração ou não)

Hey gente!

Não sei você, mas de vez em quando eu gosto de dar uma renovada no visual da casa.
Curto dar aquela repaginada na decor, nem que seja num ambiente-zinho só, sabe?

Quando eu era criança, lembro que minha avó (que Deus a tenha) tinha um corredor cheioooo de plantas… e eu amava!
Porém, um belo dia, brincando com uma geralzinha do bairro, lá ia eu feliz correndo quando… dei de cara com um cacto enorme que minha avó cuidava com tanto carinho. Imagina a situação, gente!

Vou continuar contando pra vocês esse “causo” e enquanto isso vai vendo umas fotos que separei de cactos por aí… rs


Mas rapaz (como diz um amigo meu de João Pessoa)…  Eu fiquei com espinho desde a testa até o dedo do pé… e minha amada vovó foi retirando um a um com pinça…

Gente… pensa num ranço que guarrei dessa planta… aff!



Não queria ver cacto nem de ouro na minha frente!

Até que, como o mundo dá voltas, fiz uma viagem com meu pai e ele me levou onde ele morava quando criança, no desertão da Bahia (uma outra história pra contar, é emocionante).
Mas ele me apresentou quem? O Cacto, só que me contando quantas vezes parte daquela planta foi a única fonte de água para sua família.

Meu, o cacto sobrevive em terras secas porque consegue reter água por muito tempo dentro de si.


E sabe que isso me fez pensar em Deus…que Ele é como o som de muitas águas.

E se nós, mesmo nos desertos da vida… se conseguirmos ter a capacidade de reter essa água… sobreviveremos.
E ainda daremos água a quem tem sede.

Lindoooo gente!

Pronto… minha ótica sobre o cacto mudou!

Foi-se os espinhos e ficou sua simbologia… seu interior…

Por isso hoje trouxe várias ideias de como você usar cactos para decorar seu lar doce lar, e lembrar sempre dessa história.

Quando estiver no deserto pense: a água está dentro de mim!

 

Dia das Crianças: a sua criança interior merece os parabéns!

Heyyy People…

Olha, xô contar procêis…

Eu tô numa onda de procurar lidar com minha criança interior.

Se você acha isso místico ou não, eu não sei. Mas eu…  acho que isso é só mais uma linha da Psicologia, nada mais que isso.

Há um tempo, eu assisti a uma série (na verdade assisti a essa mesma série três vezes se não me engano) que relata a história de uma mina que enfrenta altos perres, e um deles é o distúrbio alimentar. Devido a isso, ela tem altos problemas com a autoestima.

Ray, apelido da atriz no seriado, passa por varias sessões de terapia e, em uma delas, o psicólogo a induz a visualizar ali, do lado dela, sua criança interior. Dali pra frente, ela bate um papo com essa criança, ou seja, com ela mesma… mas mais novinha.

E gente, o resultado é incrível, umas das coisas mais impactantes dessa área que já assisti.

Assim como a Ray, acredito que nós ficamos inúmeras vezes, paradas no tempo. Aliás, fluímos sim em certas áreas, mas em outras, algumas pessoas ficam estagnadas, por vários motivos, seja algum trauma que passou, alguma desilusão, falta de grana, enfim, tanta coisa que podemos relacionar.

E em algum momento da nossa vida, se quisermos crescer nesta tal área estagnada, precisaremos enfrentar, lidar com essa nossa criança interior. Voltar ao momento em que, por algum motivo, aconteceu algo que nos paralisou. E aí, podemos ajudar essa criança a sair dessa. Você, como adulta, pode usar as “ferramentas” que adquiriu ao longo da vida para ajudar “essa você” a crescer.

É meio complexo, mas ao mesmo tempo simples. Basta você falar pra você mesma e dar pra você mesma o que você tanto desejou naquele momento.

Eu tenho tentado embarcar nessa e até agora só tem me somado, acrescentado.

Por que você não aproveita esse Dia das Crianças pra fazer essa reflexão? O que será… onde será que em alguma área você se perdeu (se é que se perdeu)?

Permita-se ser amada, valorizada, acalentada como toda criança merece.

Feliz Dia das Crianças… pra você que está crescendo!

 

Receita de Cookie FIT: cuidando do corpo

Hey people… como estamos?

Segundona, o famoso dia de começar dieta!
E  já que vamos encará-la, porque não fazer isso de um jeito mais gostosinho?

Afinal, cuidar da saúde e da autoestima é importante. Aliás, sempre gosto de lembrar: a gente deve cuidar da mente, do espírito e também do CORPO, né? Somos um conjunto, não uma parte isolada 😉

Quero mostrar pra vocês os cookies FIT que fiz… tão rapidinho e delicinha!
Já mostro como faz…

Olha a RECEITA que fácil:

2 bananas amassadas
2 colheres (sopa) de chia
2 colheres (sopa) de linhaça
1 colher (sopa) de coco ralado (sem açúcar)
1 e 1/2 xícara de aveia
1 colher (chá) de fermento em pó
12 gotas de adoçante (se quiser pode acrescentar mais umas gotinhas de adoçante e uma pitada de canela)

=> Misture tudo, faça esses “montinhos”, coloque na forma e leve ao forno pré aquecido 180º  => Só por 15 minutos!
E pronto! 🙂

Se fizer, me conta como ficou?

1 2 3 13