Entre o funk e a pizza, uma missão

Esses dias atrás eu estive em um congresso de missões na Igreja Lagoinha Centro aqui em BH. E fiquei simplesmente in love! Acho que vocês perceberam pelo tanto que falei sobre isso no Insta rsrsrs

Primeiro quero dar uma pincelada bem por alto sobre o significado de missões no contexto cristão. Missões nada mais é do que saber qual é seu chamado. Em outras palavras, é saber o motivo pelo qual você nasceu e usar isso em favor do próximo. É usar seus talentos pelo bem do mundo… seja seu vizinho, ou seja alguém lá na China!

Eu já fui em uns trocentos congressos do tipo, mas gente, sabe quando a tampa encaixa na sua panela, foi essa a sensação que eu tive! Confesso que no primeiro dia eu fiquei meio desanimadinha com a palavra, achei meio batidinha, mas insisti e prossegui.

Genteeeeeeee

Primeiro, a Palavra do Pr. Joshua Adams, foi super ao encontro do que eu penso em relação a missões. Resumindo: que Deus venha e mude as situações; mas nós somos o céu na Terra, se não tirarmos nossa bunda (esse foi literalmente o termo que ele usou) da cadeira pra ir fazer a diferença, quem a fará? M-O-V-I-M-E-N-T-O, atitude! IR!

Depois dessa palavra fomos convidados a ir numa balada de funk levar o amor de Deus para aqueles que não sabem que são amados… e meu P-A-I! Que baita experiência! Eu, com mais uma tchurminha, ficamos ali na frente de uma mega fila de uma mega balada, num frio e eu tímida do jeito que sou , pensei o que estou fazendo aqui?

Mas gente, não é que eu olhava para aquelas meninas, e eu conseguia sentir o amor do Pai sobre elas, e eu não me continha e ia bater um papo com várias delas e por fim dar um abraço falando que aquele abraço representava o abraço do Pai, deixava claro o quanto são amadas, aceitas e aprovadas do jeito que são! Foi simplesmente lindo! Eu rompi, eu Fui em nome de Deus! Isso é missões, deu pra entender?

Mas aí chegou a última Palavra, no domingo.

Foi com o Pr. Ryan Adams, da Lagoinha Centro, um dos pastores mais criativos que conheço. Inclusive, durante sua palavra, ele fez uma pizza em cima do palco rsrsrsr

O que ele quis dizer com essa pizza, e o que eu senti, foi que Deus Pai é a massa, é a base. Jesus é o molho de tomate, que veio para espalhar o evangelho. O Espirito Santo é o queijo que dá a liga nisso tudo. E o mais fenomenal na visão desse cara é que os ingredientes que dão característica para essa pizza somos nós, e cada um é diferente do outro, um é a cebola, outro a calabresa, enfim, cada um com um talento, com uma personalidade, mas todos compõem a pizza! E essa pizza, não é pra nos alimentar, mas é para os outros. Saciar a fome dos outros!

Genial!!!

Gente, presta atenção: é muito legal estar num grupo de pessoas parecidas conosco, mas não nos acrescenta quase nada. Precisamos de diversidade, precisamos unir forças diferentes, precisamos reconhecer que sou muito boa em algo, mas tem “outro algo” em que alguém é melhor. E isso não tem problema, basta caminharmos juntos. Um mesmo foco, mas com opiniões diferentes.

Alimentar o próximo é o foco. Seja você e deixe o outro ser o outro. Respeite cada um no seu papel! Assim seremos uma bela e suculenta pizza!

E você, qual ingrediente você é?

5 Comments on Entre o funk e a pizza, uma missão

  1. Franceline Bey
    4 de junho de 2017 at 11:53 (4 meses ago)

    Adorei o post, ler ele me motivou a não esquecer dos meu chamado, esquecer as diferenças e ganhar almas. Eu também sou muito tímida kkkkk, mas com a graça de Deus e a direção do Espírito Santo a gente chega lá.
    Mais uma vez obrigada por compartilhar essa experiência e texto maravilhoso com a gente!

    Responder
  2. Isabele
    Isabele
    5 de junho de 2017 at 09:55 (4 meses ago)

    Hey, Franceline, que bom que o texto te ajudou! E olha a timidez não é problema nenhum, Deus vai te usar do jeitinho que você é, nem sempre temos que sair literalmente GRITANDO aos quatros cantos por aí, Deus também fala baixinho! Ele vai te usar com toda certeza, basta estar disposta `a isso! bjs! Qualquer coisa que precisar, estou a disposição!

    Responder
    • Franceline Bey
      5 de junho de 2017 at 10:38 (4 meses ago)

      Obrigada 😀
      Deus tem trabalhado na minha timidez, aos poucos eu vou chegando lá 😉

      Responder
    • Isabele
      Isabele
      31 de julho de 2017 at 20:29 (2 meses ago)

      Que bom que gostou!

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *